Secretário de Goiás compara São Paulo ao Canadá

O governo de Goiás comparou hoje o governo paulista com o Canadá, por causa da decisão de São Paulo de acionar o Supremo Tribunal Federal (STF) contra os Estados de Mato Grosso do Sul, Goiás, Rio Grande do Sul e Minas Gerais. "São Paulo é hoje o Canadá de Goiás, porque não aceita que outros Estados tenham a mesma competitividade para atrair investimentos", afirmou o secretário estadual da Fazenda, Jalles Fontoura. "São Paulo montou um esquema de punir os outros Estados para esconder suas próprias fragilidades."O secretário informou que o governo goiano vai reagir à ofensiva paulista no STF. "Vamos defender na Justiça nossa política de incentivos, pois ela é vital para geração de empregos e de renda", avisou. "Essa é uma boa discussão, vamos responder mostrando com transparência como funciona nosso programa de incentivos." O secretário disse que, como o Canadá, São Paulo quer impedir outros Estados menores de sair em busca de novos mercados. "Goiás não tem de pedir licença para os paulistas, mas também quer, respeitosamente, participar do jogo."Fontoura disse que o governo goiano já está se acostumando com o fato de alguns Estados mais desenvolvidos se sentirem prejudicados pela ascensão econômica de Estados "emergentes", como Goiás. O secretário da fazenda explicou que Goiás tem um programa de incentivos fiscais para atrair investimentos, "para compensar as vantagens enormes que São Paulo dá a seus investidores". De acordo com o secretário, os argumentos que Goiás pretende utilizar no STF vão mostrar que não há ilegalidade nos incentivos concedidos pelo Estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.