Secretário da ONU elogia programa de combate à Aids

Em encontro com o ministro das Relações Exteriores do Brasil, Celso Lafer, o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Kofi Annan, elogiou o programa brasileiro de combate à AIDS e disse que ele poderá ser usado em outras regiões do mundo afetadas pela doença, inclusive a África. Segundo o porta-voz do ministro, Pedro Luiz Rodrigues, Kofi Annan classificou o programa Anti-Aids do Brasil como um exemplo a ser seguido. Annan disse estar muito interessado no programa desenvolvido pelo País de barateamento dos remédios e distribuição gratuita dos medicamentos para a população atingida pela doença. Annan informou que pretende enviar uma missão de técnicos da ONU ao Brasil para colher mais informações sobre o programa junto a técnicos do Ministério da Saúde, o que poderá resultar na aplicação do programa em outras regiões pobres do mundo.Além do programa brasileiro de combate à Aids, Annan e Lafer discutiram a situação atual do Iraque, após os ataques dos EUA e do Reino Unido. O secretário-geral da ONU e o ministro brasileiro também falaram sobre Angola e o Timor Leste. Annan também elogiou a cooperação do governo brasileiro no esforço de construção do Timor como uma nova nação.Antes da audiência com Kofi Annan, o ministro Celso Lafer participou de almoço com embaixadores latino-americanos que representam os seus países na ONU. Nova York é a primeira parada do ministro na sua visita de uma semana nos EUA. Amanhã, Lafer encontra-se com empresários da Câmara de Comércio Brasil-EUA. Na quarta-feira, Lafer viaja para Washington, onde, entre outros compromissos, deverá encontrar-se com Colin Powell, secretário de Estado norte-americano, e o representante de Comércio (USTR) norte-americano, Robert Zoellick.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.