Secretaria apura omissão de socorro em hospital de Brasília

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal abriu sindicância para apurar as condições da morte do paciente Aníbal Vieira. Ele morreu ontem depois de ficar nove dias em uma cadeira, no Hospital doGama, à espera de um leito. Aos 71 anos, com cirrose alcoólica, pneumonia e infecção abdominal, o paciente, em estado grave, foimedicado enquanto aguardava internação, informou porta voz do Governo do Distrito Federal, Paulo Fona. ?Precisamos saber por que tal pacientenão foi internado ou transferido para outra instituição?, afirmou o secretário. A sindicância deverá ser concluída em 30 dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.