Secom defende nova carreira de comunicação

O diretor-executivo da Secretaria de Comunicação da Presidência da República, Ottoni Fernandes Júnior, confirmou que o governo trabalha para criar uma nova carreira, de Gestor de Comunicação, para o serviço público. Profissionais da área, os Técnicos em Comunicação Social (TCS) demonstraram preocupação com a proposta já que, na visão deles, estaria sendo criada uma carreira para um cargo que já existe.Fernandes Júnior afirmou que a proposta é bem mais ampla do que tem sido comentada e, até o meio do ano, deve ser enviado um projeto ao Congresso para criar a nova carreira. "O projeto está em andamento e será discutido com todas as entidades que representam os profissionais da comunicação, como a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e os conselhos de Relações Públicas em audiências públicas."Segundo o diretor, a nova carreira terá grandes diferenças da dos TCS, com características semelhantes, por exemplo, às do Itamaraty."Queremos criar uma carreira estruturada, por concurso público, com a devida qualificação. Embora tenha gente que trabalhe, o cargo de TCS é uma excrescência do passado e já serviu como cabide de emprego."De acordo com Fernandes, os atuais técnicos terão benefícios no concurso na forma da prova de títulos, mas não serão promovidos automaticamente, até porque isso seria injusto com os demais candidatos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.