Seca: Governo vai dobrar valor do cartão-alimentação

O governo vai praticamente dobrar o valor do cartão-alimentação para as famílias de produtores rurais dos municípios nordestinos atingidos pela estiagem. O valor vai passar de R$ 50,00 para té R$ 95,00 para as famílias que tiveram frustração de safra na região do semi-árido do Nordeste e do Norte de Mi nas Gerais. A informação é do ministro extraordinário de Segurança Alimentar e Combate à Fome, José Graziano, que participou, no início da tarde de hoje, no plenário da Câmara dos Deputados, das comemorações pelo Dia Mundial de Alimentação. Graziano informou que 282 municípios do Nordeste já decretaram estado de emergência por causa da seca. O ministro participou, ontem, de uma reunião com representantes dos ministérios envolvidos na discussão da convivência com o semi-árido para definir as ações de socorro às populações atingidas. "Ficou decidido de imediato que nós estamos contabilizando os agricultores familiares que tiveram perda de safra e que não têm o seguro que indenize essas perdas, e que, às vezes, nem o município nem o Estado entraram no fundo de seguro e, por isso, não têm dinheiro para indenizar esses produtores. Vamos expandir a cobertura do cartão-alimentação nesses municípios afetados pela seca", afirmou. A Secretaria-Executiva do Programa Bolsa-Família dará prioridade para essas regiões duplicando os recursos pagos do cartão-alimentação. As informações são da Agência Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.