Se reeleita, Marta promete cumprir todo o mandato

A prefeita Marta Suplicy, caso consiga reeleger-se na eleição de outubro próximo, não irá disputar o governo do Estado ou a Presidência da República, em 2006, e prometeu cumprir integralmente seu novo mandato. "É bom que está sendo gravado, está todo mundo ouvindo: vou cumprir os quatro anos e, com oito anos na prefeitura de São Paulo, vou poder concluir toda a rede de CEUs da cidade, vou poder concluir todos os passa-rápidos, vou poder fazer muita coisa que ainda falta", disse ela, em entrevista ao programa Canal Livre, da Rede Bandeirantes.A prefeita paulistana disse não estar preocupada com os números da pesquisa Datafolha divulgada neste Domingo, que a coloca em terceiro lugar na preferência do eleitorado, ficando atrás de José Serra (o primeiro colocado) e de Paulo Maluf. "Pesquisa é um momento, a situação ainda é muito volátil e a campanha de verdade só vai começar a 6 de julho." Marta disse respeitar os resultados da pesquisa., mas não se apega muito a elas. "Num momento, a pesquisa pode corresponder (à realidade), mas isso não quer dizer que corresponda daí a 10 dias."Índice de rejeiçãoSobre o elevado índice de rejeição a seu nome (42%), revelado pela mesma pesquisa, Marta Suplicy considerou que o fato de ela ser muito direta e enfática em suas posições pode descontentar uma parte do eleitorado. "Eu sou uma pessoa, primeiro, que falo o que penso, defendo as coisas em que acredito com paixão", disse. E acrescentou que o fato de ser mulher atrai juízos pejorativos sobre sua atuação. "Mulher é assim: se está bem-arrumada, olha aí, fica no cabeleireiro; se está desarrumada, coitada, olha a depressão em que ela está. Mulher é exigida o tempo todo de coisas em que o homem não é exigido."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.