Ed Ferreira/Estadão
Ed Ferreira/Estadão

Se fui citado, foi por terceiros, diz Renan sobre Lava Jato

Presidente do Senado não respondeu sobre declarações de Paulo Roberto Costa de que ele teria recebido propina em obra da Petrobrás

João Domingos e Erich Decat, O Estado de S. Paulo

04 de março de 2015 | 17h31

Brasília - O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou que até o momento não sabe de nada a respeito da inclusão de seu nome na lista de políticos que estariam envolvidos em irregularidades na Petrobrás e disse que, se houver citação a ele nas investigações, será "de forma indireta".

"Qualquer eventual citação, se houver em relação a mim, será de terceiros, indireta. E não tenho absolutamente nada com isso. Estou aguardando que haja o questionamento para que eu possa dar as respostas", disse o senador. A lista de investigados por Janot foi entregue na noite de terça para o ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF). 

Renan não respondeu nada sobre a declaração do delator Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobrás, de que a propina paga a Renan ultrapassou o teto de 3% estabelecido como limite dos repasses a políticos no esquema de cartel e corrupção descoberto na operação Lava Jato.


O senador estava muito tenso ao chegar ao Senado. Tinha a declaração pronta. Cercado pelos repórteres, foi logo dizendo: "Até o momento nós não sabemos absolutamente de nada. Não fomos informados por ninguém. Mas eu queria desde logo dizer que feliz da democracia que permite um questionamento dos homens públicos. Questionar homens públicos é uma coisa democrática. O que não pode acontecer é o homem público deixar de ter a resposta, de modo que, desde logo, é importante dizer, que não tenho nada, absolutamente nada com isso."

Depois, Renan disse que se seu nome estiver na lista dos envolvidos nas irregularidades, não será de forma direta. "Qualquer eventual citação, se houver em relação a mim, será de terceiros, indireta. E não tenho absolutamente nada com isso. Estou aguardando que haja o questionamento para que eu possa dar as respostas. Eu terei resposta para qualquer questionamento. Porque, absolutamente, não tenho nada com isso. Não fui informado de nada. Tão logo eu seja informado, darei as respostas que a sociedade está cobrando." 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.