'Se alguém der presença, melou o acordo', diz Sílvio Costa

Deputado tenta desativar estratégia da oposição para que parlamentares não usem a palavra em plenário

Eduardo Rodrigues, O Estado de S.Paulo

02 Agosto 2017 | 09h56

BRASÍLIA - O deputado Sílvio Costa (PTdoB-PE) disse na manhã desta quarta-feira, 2, que vai tentar desativar a estratégia da oposição para que oito parlamentares oposicionistas participem da discussão no plenário sobre a denúncia contra o presidente Michel Temer.

Em princípio, um deputado de cada partido da oposição deve usar a palavra, o que automaticamente computará a presença desses parlamentares no plenário. "Se alguém der presença, melou o acordo. Se oito deputados da oposição falarem, corremos o risco de dar o quórum que a base do governo quer", disse Costa. A intenção da oposição é participar da sessão da Câmara, mas sem marcar presença para dificultar o quórum necessário de 342 deputados para início da votação da denúncia.

Para o deputado, alguns colegas da oposição querem "holofote", mas, segundo ele, o embate desta quarta deve ser silencioso e fora do plenário. "Vou tentar agora convencê-los a não falarem", disse o parlamentar ao entrar no plenário.

Mais conteúdo sobre:
Michel Temer

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.