Se a lista cassou, também pode revelar, diz Ornélas

O senador Waldeck Ornélas (PFL-BA) disse esta manhã que, em relação à divulgação dos votos contidos na lista com o resultado da votação secreta do Senado em que foi cassado o mandato do ex-senador Luiz Estevão (PMDB-DF), em junho do ano passado, o senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) e o ex-senador José Roberto Arruda (sem partido-DF) são "as únicas fontes autênticas da lista". Ornélas rechaçou a dúvida levantada sobre a credibilidade dos dois, ao revelarem o suposto teor da lista, que não contém timbre nem nenhuma garantia de autenticidade, com o seguinte raciocínio: "Essa característica, ela já tinha antes. Por que que ela serviu para cassar, mas agora não serve para revelar?", questionou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.