Savelli é absolvido no caso da "Máfia dos Fiscais"

O ex-secretário das Administrações Regionais da gestão Pitta (1997 a 2000), Alfredo Mário Savelli, foi absolvido nesta quarta-feira, pela 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça, das acusações de envolvimento com a "Máfia dos Fiscais". Os desembargadores entenderam que não havia provas de participação dele em suposto esquema de corrupção montado na Prefeitura para extorquir camelôs. Savelli havia sido condenado, em 2003, pela Justiça de primeira instância, a 17 anos e 4 meses de prisão por concussão, formação de quadrilha e prevaricação.O escândalo resultou em duas ações contra o ex-secretário - uma na esfera civil e outra na penal. "Fui absolvido na ação cível por falta de provas. Não poderia ter sido condenado na criminal", disse Savelli. "Agora, sim, fizeram Justiça."Na apelação julgada procedente ontem, os advogados de Savelli, Aloísio Lacerda Medeiros e Rodrigo Cesar Nabuco de Araujo, argumentaram, por exemplo, que o juiz de primeira instância apontou 80 supostas vítimas da cobrança de propinas pela máfia, mas não identificou nenhuma delas e não apontou como seria o modus operandi do crime. O raciocínio é que, sem essas informações, não há prova de crime.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.