Nelson Almeida/AFP
Nelson Almeida/AFP

Saúde de Bolsonaro está boa, garantem médicos

Profissionais que cuidaram do presidente após o atentado afirmaram que ele tem condições de assumir os compromissos do cargo

Idiana Tomazelli e Adriana Fernandes, O Estado de S.Paulo

01 Janeiro 2019 | 16h15

Os médicos que cuidaram do presidente Jair Bolsonaro após o atentado sofrido em Juiz de Fora (MG) atestaram hoje que ele "está muito bem" para assumir o mandato e enfrentar nos próximos dias os primeiros compromissos à frente da Presidência da República.

"Ele está muito bem. Tem uma estrutura muito boa, sempre foi atleta", afirmou o médico Antonio Luiz de Vasconcellos Macedo. Ele é um dos convidados para a cerimônia de posse de Bolsonaro, assim como os demais integrantes da equipe que cuidou do presidente eleito, os médicos Celso Cukier e Leandro Echenique.

Os médicos reiteraram que a previsão é de que o presidente seja operado em 28 de janeiro para a retirada a bolsa de colostomia. 

Bolsonaro foi alvo de uma facada enquanto fazia campanha em Juiz de Fora no dia 6 de setembro. Após o atentado, o então candidato deixou de fazer campanha de rua por causa das condições médicas. Quando saiu do hospital e voltou para casa, passou a aparecer apenas nas redes sociais, por meio de transmissões ao vivo nas suas páginas.

 

Mais conteúdo sobre:
Jair Bolsonaro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.