Saúde: Casa Civil não interferiu na compra do Tamiflu

O Ministério da Saúde publicou em seu site uma nota de esclarecimento do Tamiflu contestando, assim, a reportagem publicada na revista Veja desta semana sobre uma suposta intermediação da Casa Civil da Presidência na compra do antiviral, usado no tratamento da influenza, em um esquema de propina.

JULIA BAPTISTA, Agência Estado

18 de setembro de 2010 | 16h36

Em nota, o Ministério da Saúde afirma que "as compras foram realizadas diretamente entre o Ministério da Saúde e a diretoria do único laboratório produtor do medicamento, sem intermediários. Portanto, ao contrário do que afirma reportagem da revista Veja, a Casa Civil não teve interferência neste processo."

"As negociações do Ministério da Saúde com o laboratório produtor para a compra do antiviral resultaram num preço 76,7% mais baixo que o preço de mercado do produto. Os critérios técnicos adotados levaram em conta a previsão de 10% da população brasileira com indicação para o tratamento (o medicamento é indicado para casos graves e pessoas com fatores de risco), o que representaria aproximadamente 20 milhões de pessoas", diz a nota publicada no site.

Tudo o que sabemos sobre:
denúnciaTamifluVeja

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.