Saturnino Braga minimiza ataque de ACM

O senador Roberto Saturnino Braga (PSB-RJ) minimizou as referências que o ex-senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) fez a ele, em seu discurso de renúncia. ACM insinuou que Saturnino teria agido com inveja, porque ele, Magalhães, foi considerado "o prefeito do século" em Salvador, enquanto o parlamentar fluminense teria sido "o pior prefeito" do Rio de Janeiro. "O que mais ele poderia ter falado de mim?", questionou Saturnino. "Só da falência da prefeitura do Rio? Deve ter buscado, em todos os seus dossiês, e só encontrou isso. Eu perguntaria a ele: eu voltei. Será que o senhor vai voltar?" O senador pelo Estado do Rio afirmou, ainda, que ACM deveria ter-se submetido ao plenário do Senado, já que tantas críticas ao Conselho de Ética. "Não o fez, por medo do Conselho, do plenário e de toda a sociedade", disse Saturnino.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.