Sars recua e algumas escolas voltam a funcionar em Pequim

A China informou nesta terça-feira a morte de cinco pessoas por causa da Síndrome Respiratória Aguda Severa (Sars, na sigla em inglês), a pneumonia asiática, e 17 novos casos. Com isso, o país, o mais atingido pela doença, tem 294 mortes e 5.248 infectados.O governo chinês disse que algumas escolas voltarão a funcionar na quinta-feira. Todos os alunos serão examinados para garantir que nenhum deles tenha o vírus da Sars. Os estudantes das universidades serão os primeiros a voltar às aulas. Já as crianças continuarão estudando em casa através da televisão e da internet.Pequim, que tem 154 mortos, fechou suas escolas no final de abril quando o vírus da doença teve sua maior incidência. Quase 2 milhões de estudantes ficaram parados. Outros lugares públicos como cinemas e teatros também foram fechados pelo governo da capital chinesa.Taiwan também divulgou a morte de mais 12 pessoas e 39 novos casos. Agora, o país soma 52 mortos e 383 infectados. Segundo as autoridades locais, o número elevado deve-se ao acumulo de dois dias, já que segunda-feira foi feriado na ilha e não foi noticiado um balanço da doença.Hong Kong continua diminuindo seu número de vítimas e infectados. Nesta terça, duas pessoas morreram e quatro novos infectados. Hong Kong mantém a segunda posição em números de mortes pela doença. São 253 óbitos e 1.718 pessoas com o vírus.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.