Sars mata mais nove e contamina mais 160 na China

O vírus da pneumonia asiática infectou hoje mais 160pessoas e provocou a morte outras nove pessoas na China, segundo o mais recente balanço do Ministério da Saúde chinês.A capital chinesa continua sendo o "epicentro" da doença, depois de ter registrado no domingo o número mais baixo em duas semanas - 69 casos . Hoje, o número de pessoas contaminadas voltou a subir, tendo registrado 98novos casos e três mortes, num total de 1.901 doentes confirmados e 103 mortes.Em todo o país, o número de casos acumulados de pneumonia asiática ou Sindrome Respiratória Aguda (SRA), ascende a 4.280 e 206 óbitos, sendo que 1.433 doentes infectados já se recuperaram.Numa visita a uma das universidades de elite de Pequim, "Tsinghua", o primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, apelou para um "espírito patriótico" na luta contra a SRA.No domingo, na Universidade de Agricultura de Pequim, , durante o aniversário do movimento "anti-feudalista" de "Wusi" (04 de maio), em 1919, o chefe do governo disse que "a luta contra a Sars representa um duro desafio para toda anação", mas, com confiança, a China "irá vencer esta batalha".Mais de 15 mil pessoas foram já colocadas em regime de quarentena, uma grande parte das quais em dormitórios de universidades, no distrito de "Haidian", que continua sendo o mais afetado de Pequim, contando, até domingo, com 844dos casos registrados na cidade.A maior parte dos 80 reservatórios de água da capital estão isolados, para prevenir eventuais contágios, informa a imprensa local, assinalando que o acesso de pessoas e a realização de atividades de entretenimento na área foram temporariamente banidas.Pelo menos 20 dirigentes chineses foram demitidos até à data por falta de transparência ou rapidez na aplicação das medidas de prevenção e, por outro lado, em duas áreas rurais chinesas tem havido manifestações contra planos dos governos locais de estabelecer áreas para quarentena de doentes.Agricultores da província costeira de Zhejiang - que registrava até domingo apenas três casos de SRA - no distrito de Yuhuan, atacaram o edifício do governo local, neste fim de semana.Na sexta-feira, em Henan (centro) - onde há pelo menos 14 casos ? camponeses tentaram impedir as autoridades de estabelecerem um local para quarentena na cidade de Linzhou. Os desacatos levaram à detenção de vários manifestantes, segundo a imprensa chinesa.Em Taiwan, uma empresa de alta tecnologia celebrou nesta segunda-feira uma reunião de acionistas ao ar livre por medo de infecção pelo coronavírus, causador da Sars.Accton Technology Corporation fez sua reunião anual de acionistas num terreno ao ar livre num parque industrial em Hsinchu, no norte de Formosa.Várias outras empresas de alta tecnologia tem executado conferências com investidores institucionais para evitar aglomerados em espaços fechados.Os taiwaneses estão tomando precauções adicionais para evitar o contagio, pois os casos de SARS triplicaram nos últimos dias, em um total de 116. Oito pessoas morreram da doença em Formosa.Veja o índice de notícias sobre a pneumonia atípica

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.