Sarney votará contas de FHC e Lula, diz TCU

O presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Benjamin Zymler, afirmou nesta terça-feira que o presidente do Congresso, senador José Sarney (PMDB-AP), se comprometeu a colocar em votação nove contas dos governos dos ex-presidentes da República Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva que ainda estão pendentes. Zymler esteve no Senado para entregar a conta do primeiro mandato de Dilma Rousseff, aprovado pelo TCU em maio com 25 ressalvas. Sarney, no entanto, não fixou prazo para essa votação.

RICARDO BRITO, Agência Estado

19 de junho de 2012 | 12h53

"O presidente José Sarney se comprometeu a colocar as contas em votação. Nós esperamos isso. É um ato importante do Congresso", afirmou o presidente do TCU. "É um ato simbólico importante por meio do qual o poder Legislativo exerce um controle político sobre a ação do presidente da República na condução administrativa do nosso País."

Ex-deputado federal por cinco mandatos consecutivos, o ministro José Múcio Monteiro, relator do processo do primeiro ano de Dilma, afirmou não saber dizer o motivo pelo qual deputados e senadores demoram para julgar as contas dos presidentes remetidas pelo TCU. "Com toda a sinceridade, eu que passei 20 anos do lado de cá, eu não sei justificar", disse. Ele também esteve no Congresso, junto com Zymler. José Múcio disse crer que os parlamentares pensam que o relatório prévio aprovado pelo TCU é o último passo na aprovação das contas, mas lembrou que o processo só termina com a aprovação do Congresso.

Tudo o que sabemos sobre:
TCUCongressocontas governos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.