Sarney usa verba indenizatória para pagar consultoria

Ex-presidente da República, ex-governador e pela quarta vez presidente do Senado, o senador José Sarney (PMDB-AP) tenta, aos 80 anos, melhorar sua imagem. O senador pagou R$ 24 mil a uma consultoria para obter um diagnóstico do que deve fazer para melhorar a avaliação da sua carreira política.

EQUIPE AE, Agência Estado

22 de novembro de 2011 | 20h34

O serviço foi pago com recursos da verba indenizatória do Senado - benefício a que todo congressista tem direito para custear despesas com o exercício da atividade parlamentar. Foram duas parcelas de R$ 12 mil pagas em julho e agosto para a empresa Prole Consultoria em Marketing.

Em nota, a assessoria de Sarney afirmou que o senador "obedeceu rigorosamente o regimento da Casa" e que "contabilizou apenas 30% do total que lhe estavam legitimamente disponibilizados". A nota afirma ainda que "o foco da Prole é a divulgação da atividade parlamentar do senador José Sarney e foi realizada nas dependências do Senado, entre maio e junho deste ano".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.