Sarney se desculpa por ter dito que não recebia auxílio

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), pediu desculpas hoje aos jornalistas por ter dito ontem que não recebia auxílio-moradia. "Peço desculpas pela informação errada que dei", disse Sarney, referindo-se a matéria publicada do jornal "Folha de S.Paulo", segundo a qual, além dele, que tem casa própria em Brasília, três outros senadores - João Pedro (PT-AM), Cícero Lucena (PSDB-PB) e Gilberto Goellner (DEM-MT) - que moram em apartamento funcional também recebem auxílio no valor de R$ 3,8 mil.

ROSA COSTA, Agencia Estado

28 Maio 2009 | 16h22

Na reunião realizada na manhã de hoje, os integrantes da Mesa Diretora do Senado decidiram que os colegas que receberam irregularmente o auxílio devolverão, em parcelas, a partir do mês que vem, o dinheiro recebido a mais. De acordo com o primeiro-secretário do Senado, Heráclito Fortes (DEM-PI), o pagamento ocorreu "por falha administrativa da Casa".

Mais conteúdo sobre:
Senado José Sarney PMDB-AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.