Sarney rechaça hipótese de licença de Lula na eleição

Presidente do Senado negou notícia do O Globo segundo a qual Lula iria se licenciar durante a campanha

Celso Junior, da Agência Estado,

04 de março de 2010 | 13h41

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), disse nesta quinta-feira, 4, que não tem fundamento notícia de que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve se licenciar por dois meses para fazer campanha à candidata à Presidência da República, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff. De acordo com matéria publicada hoje no jornal O Globo, Lula deixaria a presidência para evitar problemas com a Justiça Eleitoral e em seu lugar assumiria José Sarney.

 

Veja também:

link Lula pode se licenciar para ajudar Dilma

"Isso não faz sentido. Se o Lula não se licenciou nem quando era candidato, por que ia se licenciar agora?", questionou Sarney, referindo-se à disputa para o segundo mandato do presidente. A notícia sobre a licença de Lula foi veiculada na coluna de Ilimar Franco, na edição de hoje do jornal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.