Sarney quer mudar tramitação das medidas provisórias

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), defendeu hoje mudanças na sistemática de tramitação no Congresso das medidas provisórias de forma a evitar que elas tranquem, a toda hora, a pauta do Legislativo federal. "Esse novo sistema das medidas provisórias não está agradando ninguém, uma vez que essa possibilidade de trancar a pauta dos nossos trabalhos será permanentemente uma ameaça à votação de todos os projetos que estão em andamento na Casa", afirmou Sarney.A posição de Sarney coincide com a do governo, que vê com preocupação a possibilidade de a pauta de votações da Câmara e do Senado ficar amarrada em plena tramitação das propostas de reformas da Previdência e tributária por causa das MPs. Pelo texto constitucional, se uma medida provisória editada não for votada num prazo de 45 dias ela tranca a pauta da Casa onde estiver sendo apreciada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.