Sarney quer mais investimentos na rede ferroviária

O presidente do Senado, José Sarney, defendeu hoje no plenário a retomada dos investimentos para a ampliação da rede ferroviária brasileira. Ao comemorar os 150 anos da instalação da primeira ferrovia brasilieira interligando o Rio de Janeiro a Petrópolis, Sarney argumentou que sem os investimentos em ferrovias o País não terá um transporte competitivo. "As ferrovias são importantes para o desenvolvimento brasileiro e defendo que sejam prioridade para os investimentos na infra-estrutura". Sarney foi o autor da proposta de construir a Ferrovia Norte-Sul e disse hoje que tem o apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a sua conclusão. Segundo ele, Lula disse que nem sabia porque fora contrário à idéia. ?Não se mata uma boa idéia. Sonho com o dia em que o País esteja cortado de norte a sul e de leste a oeste pelas ferrovias?.O senador argumentou que o transporte ferroviário sempre foi uma opção para os pobres e continua sendo nas grandes cidades a alternativa para os moradores das periferias. "É com tristeza que vejo o transporte intermodal esquecido no Brasil ou em segundo plano", criticou. Sarney afirmou ainda que o transporte de cabotagem está abandonado e que já não há hoje bandeiras brasileiras no transporte marítimo internacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.