Sarney pede a Lula visitas ao MA e ao AP na campanha

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), reuniu-se na manhã de hoje com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em seu gabinete no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), para falar sobre as eleições de outubro. "Quando os políticos se encontram, eles conversam sobre política", justificou Sarney aos jornalistas, que o aguardavam no Senado. Ele relatou que pediu a Lula que agendasse visitas ao Amapá e ao Maranhão durante a campanha eleitoral.

ANDREA JUBÉ VIANNA, Agência Estado

13 Julho 2010 | 13h18

Lula é o cabo eleitoral mais cobiçado dessas eleições. No Maranhão, a pedido de Sarney, Lula intercedeu para que o diretório nacional do PT anulasse a aliança do partido com o candidato do PCdoB ao governo, deputado Flávio Dino. A medida permitiu ao PT se coligar com o PMDB da governadora Roseana Sarney - filha do presidente do Senado e candidata à reeleição.

Sarney também relatou que achou Lula "animado" com a campanha da candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, por causa de seu bom desempenho nas pesquisas. Segundo o peemedebista, Lula reafirmou que fará campanha para a petista fora dos horários de expediente.

Por fim, Sarney confirmou presença na inauguração do comitê de Dilma hoje, no início da noite, no Setor Comercial Sul, em Brasília. "Sou do diretório nacional do PMDB", lembrou ele, em alusão ao candidato a vice-presidente na chapa da petista, Michel Temer (SP), que é presidente nacional do partido. Lula também deve comparecer ao evento após encerrar o expediente no Planalto.

Mais conteúdo sobre:
eleição José Sarney Lula campanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.