Sarney nega veto a Venezuela no Mercosul

Contrário ao ingresso da Venezuela no Mercosul, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), disse ontem que suas convicções pessoais não afetarão a votação do tema. "Eu cumprirei exatamente o que manda o regimento da Casa, independente do meu pensamento pessoal", afirmou. O projeto que prevê o ingresso da Venezuela no Mercosul espera por votação no Senado desde o final do ano passado, quando foi aprovado pelo plenário da Câmara.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.