Sarney não concorrerá à presidência do Senado

O senador José Sarney (PMDB-AM) descartou hoje ao presidente nacional do PFL, senador Jorge Bornhausen (SC), a possibilidade de sair candidato à presidência do Senado. Os dois se encontraram em São Paulo, onde Sarney está se recuperando de uma cirurgia para retirada da vesícula. Na conversa, o ex-presidente da República disse ao senador Bornhausen que ele deve continuar buscando uma alternativa em nome da unidade do PFL. Em carta que divulgou no mês passado, Sarney chegou a anunciar a hipótese de disputar a presidência do Senado, desde que seu nome fosse consenso nas correntes majoritárias da Casa. No entanto, não conseguiu reunir esse apoio e seu partido, o PMDB, oficializou a candidatura de Jader Barbalho (PA). No encontro com Bornhausen, realizado em seu apartamento, Sarney afirmou que provavelmente não participará da eleição. Hoje, às 16 horas, Bornhausen faz uma visita ao governador Mário Covas, mas afirmou que não pretende conversar sobre a sucessão no Senado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.