Sarney não aceita voltar à presidência do Senado

O senador José Sarney (PMDB-AP) descartou hoje a possibilidade de voltar a assumir a presidência do Senado. "Nem aceito examinar essa hipótese", afirmou, ao participar hoje, em São Paulo, do evento "Presidentes do Mercosul", promovido pela Fundação Memorial da América Latina, com o apoio da Agência Estado.Sarney agradeceu as declarações do presidente Fernando Henrique Cardoso, de que Sarney era a pessoa ideal para assumir a presidência do Senado. "Eu agradeço as declarações do presidente. Ele é muito generoso. Mas eu estou liberto de todas as tentações", disse. "Vou procurar ajudar o País, como ex-presidente que sou. Minha participação na presidência do Senado é uma etapa já ultrapassada em minha vida".Sarney, que esteve licenciado por quatro meses alegando motivos de saúde, afirmou que pretende retornar ao Senado e exercer seu mandato até o final, em 2007.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.