Sarney indica dois jornalistas para conselho da Anatel

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), indicou os jornalistas Fernando César Mesquita e Virgínia Malheiro Galvez para as duas vagas da Casa no Conselho Consultivo da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Os mandatos não são remunerados. Os jornalistas, ligados a Sarney, afirmam que foram escolhidos por exercerem funções no setor de comunicação da Casa relacionadas às atividades da Anatel.

ROSA COSTA, Agência Estado

20 de junho de 2011 | 20h09

Mesquita é o secretário de Comunicação Social, encarregado também do funcionamento da mídia eletrônica. Virgínia é a responsável pelo projeto de expansão da rede da rádio e TV Senado. Eles informam que a Mesa Diretora aprovou o projeto de estender a TV Senado digital em todo o Brasil, em convênios com as assembleias legislativas e, em alguns locais, com a Câmara dos Deputados.

Integrante da Comissão de Ciência, Tecnologia e Comunicação do Senado, o senador Walter Pinheiro (PT-BA) elogiou a designação dos jornalistas , por entender que ambos exercem funções diretamente relacionadas ao conselho consultivo da agência. "Desde o meu mandato de deputado, sempre briguei para as Casas indicarem pessoas de atividades relacionadas ao conselho", afirmou. "Espero que os jornalistas possam dialogar com a nossa comissão".

O mandato de Virginia, em substituição ao Luiz Fernando Fauth, termina em fevereiro do ano que vem. Mesquita complementará o mandato de Vandemberg Machado, que renunciou, até fevereiro de 2013. Formado por 12 membros, o Conselho Consultivo da Anatel é formado por representantes do Senado, da Câmara, do Poder Executivo, de entidades de classe das prestadoras de serviços de telecomunicações, de entidade dos usuários e entidades representativas da sociedade. Cabe aos conselheiros "opinar'', "aconselhar", "apreciar" e "requerer" sobre plano geral das metas de universalização de serviços prestados em regime público.

Tudo o que sabemos sobre:
AnatelSarneySenadoconselho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.