Sarney formaliza pedido de suspensão de auxílio-moradia

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e os três senadores acusados de receber irregularmente recursos do auxílio-moradia da Casa formalizaram hoje pedido de suspensão do benefício. Em ofícios encaminhados à terceira-secretaria do Senado, Sarney, Cícero Lucena (PSDB-PB), Gilberto Goellner (DEM-MT) e João Pedro (PT-AM) solicitaram o fim do pagamento e pediram o cálculo dos valores que devem ser reembolsados à Casa.

ROSA COSTA, Agencia Estado

28 de maio de 2009 | 20h06

Sarney também pediu desculpas ao reconhecer que, ao contrário do que afirmara, também estava na lista de senadores que recebiam o auxílio de R$ 3,8 mil mensais mesmo morando em imóveis oficiais, conforme reportagem publicada pelo jornal "Folha de S. Paulo". "Peço desculpas pela informação errada que dei", afirmou Sarney. "Eu nunca pedi auxílio-moradia e, por um equívoco, a partir de 2008, segundo me informaram, realmente estavam depositando o valor na minha conta".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.