Sarney foi padrinho de Rodrigo Cruz, a quem diz não conhecer

Genro de Agaciel Maia, ex-diretor do Senado, Rodrigo Cruz foi nomeado pelo Senado para a Diretoria Geral

05 de agosto de 2009 | 17h56

Sarney posa como padrinho de Rodrigo Cruz, que diz não conhecer. Foto: Dida Sampaio/AE

 

No discurso que fez no plenário nesta quarta-feira, 5, visando se defender das acusações que vem sendo feitas sobre ele e sua administração, José Sarney (PMDB-AP), presidente do Senado, declarou:  'Não sei quem é Rodrigo Cruz", pessoa de quem Sarney foi padrinho de casamento. Além disso,  Cruz é funcionário da Diretoria Geral e foi nomeado para assumir tal cargo pelo Senado.

 

Veja também:

lista A íntegra do discurso

link 'Ninguém na Casa sabia' sobre atos secretos, diz Sarney

linkSenado barra pagamento de contratados por ato secreto

linkSarney revalida 36 dos 663 atos secretos do Senado

especialA trajetória política de José Sarney

 

Porém a omissão não passou desapercebida pelo senador Arthur Virgílio (PSDB-AM), que começou sua fala com cuidado para não ofender o atual presidente do Senado. "Não quero ser grosseiro e dizer que o senhor faltou com a verdade", disse o senador amazonense. Logo em seguida Virgílio emendou: "O senhor foi padrinho de Rodrigo Cruz. O dia foi emocionante e o senhor não se lembrou disso", ironizou Arthur Virgílio.

 

Demóstenes Torres (DEM-GO) vê a foto de Sarney com Cruz no estadao.com.br. Foto: Sergio Dutti/AE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.