Sarney elogia MP de Meirelles

O presidente do Senado, José Sarney, defendeu hoje a medida provisória que dá ao presidente do Banco Central o status de ministro. "Acho que nada mais justo, uma vez que já temos com status de ministro o Advogado Geral da União e a Controladoria. O presidente do Banco Central tem atribuições tão grandes e importantes para o País, que deve ter status de ministro", disse Sarney. Indagado se este seria o momento adequado para a edição de uma MP, Sarney afirmou que essas medidas administrativas têm sido feitas por MP. "É a forma que o governo encontra. É a adequada". Ele elogiou também a decisão do relator da CPI, José Mentor (PT-SP), que na semana passada lacrou os documentos que estão sob sigilo. "Acho que é um passo na direção de recolocar a CPI dentro dos canais competentes. É uma boa medida e as águas voltam a seu leito", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.