Sarney duvida que projeto de reforma política avance no Congresso

Para senador, é preciso 'vontade política conjugada' para votar propostas de alteração em trâmite na Câmara e no Senado

Elder Ogliari - O Estado de S.Paulo

22 Abril 2013 | 19h27

PORTO ALEGRE - O senador José Sarney (PMDB-AP) afirmou nesta segunda-feira, 22, que não acredita que o projeto de reforma política vai avançar no Congresso. "Sou o mais longevo dos parlamentares do Brasil, tenho ouvido sempre falar de reforma política, mas infelizmente nunca se concretiza", disse durante visita ao governador Tarso Genro (PT), no Palácio Piratini, sede do governo do Rio Grande do Sul.

 

"Acho difícil passar porque precisa de uma vontade política conjugada do Congresso, do Poder Executivo, de todos os atores da área política e isso é quase impossível porque todos os que são eleitos com as regras atuais não são desejosos de modificar essas regras", avaliou o ex-presidente da República (1985-1990), para quem o Brasil conseguiu avançar na área social e na econômica, mas não avançou da mesma maneira na área política.

 

Sarney visitou Porto Alegre como convidado da Academia Rio-Grandense de Letras para a inauguração de uma sala dedicada à literatura gaúcha no edifício que guarda o acervo do Ministério Público Estadual.

 

 

Mais conteúdo sobre:
reforma política sarney

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.