Sarney diz que perdeu um amigo

O presidente do Senado, José Sarney, disse hoje que o Brasil perdeu um grande homem com a morte do jornalista Roberto Marinho e que ele, particularmente, perde um amigo de quem sempre recebeu demonstrações de afeto e de cordialidade. "Roberto Marinho explorou todas as potencialidades das novas tecnologias da comunicação. Foi um missionário na pregação de idéias, um patriota com grande espírito público", afirmou o senador, companheiro de Roberto Marinho na Academia Brasileira de Letras. Sarney viajou para o Rio de Janeiro para o velório de Roberto Marinho no avião do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Também irão ao velório de Roberto Marinho os senadores Aloizio Mercadante (PT-SP), Arthur Virgílio (PSDB-AM), Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA), Marcelo Crivela (PL- RJ), Roberto Saturnino (PT-RJ), Renan Calheiros (PMDB-AL), José Agripino (PFL-RN), Amir Lando (PMDB-RO) e Valmir Amaral (PMDB-DF). Veja galeria de fotos

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.