Sarney deve assumir Senado 'com mais força', diz líder do PSDB

Vrigílio comentou notícia do jornal 'Estado' de que Sarney teria manifestado vontade de deixar comando da Casa

LEONARDO GOY, Agencia Estado

15 de maio de 2009 | 17h07

O líder do PSDB no Senado, senador Arthur Virgílio (AM), comentou nesta sexta-feira, 15,  a notícia veiculada pela colunista Dora Kramer, do jornal O Estado de S.Paulo, de que o presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), já externou a amigos que pensa em renunciar ao cargo. "Se ele está desgostoso, está parecido comigo. Eu também estou muito desgostoso e acho que ele pode tirar um pouco do meu desgosto se assumir com mais força a presidência (do Senado)", disse Virgílio.

Ele mencionou, por exemplo, que Sarney deveria, na sua opinião, ter presidido a sessão e lido o requerimento para instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, que tem como meta investigar a mudança contábil que levou a estatal a pagar menos impostos. "Temos de superar os nossos desgostos e cumprir o que é mandamento do homem público, fazer o melhor pelo País", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.