Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Sarney critica oposição por levar mínimo ao STF

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), criticou hoje a oposição devido à polêmica do reajuste do salário mínimo por decreto até 2015. A previsão deste instrumento está no projeto aprovado pelo Senado na noite de ontem. PSDB, DEM, PPS e PV já anunciaram que irão ao Supremo Tribunal Federal (STF) se a presidente Dilma Rousseff sancionar este trecho do projeto.

EDUARDO BRESCIANI, Agência Estado

24 de fevereiro de 2011 | 13h02

Para Sarney, o assunto não deveria ser levado para fora do Legislativo. "As questões políticas devem ser resolvidas aqui dentro da Casa. Nós chamarmos o Supremo como uma terceira via. É uma coisa que deforma o regime democrático."

O líder do PSDB, Alvaro Dias (PR), confirmou que a oposição não desistirá de levar o tema ao Judiciário. "O Senado saiu de ontem menor, se apequenou. Nós não podemos permitir que se achincalhe a instituição. Isso (o reajuste por decreto) é um golpe contra a instituição".

Tudo o que sabemos sobre:
salário mínimodecretoSTFSarnay

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.