Sarney adia pronunciamento no Senado

O presidente do PFL, senador licenciado Jorge Bornhausen, afirmou hoje que esteve com o senador José Sarney (PMDB-AP) e solicitou a ele o adiamento de seu pronunciamento na tribuna do Senado para depois da viagem que Sarney fará ao exterior. Segundo Bornhausen, Sarney aceitou o pedido e o discurso só deverá ser feito na próxima semana.O ex-presidente pretende usar a tribuna para acusar o governo de espionar a filha, a governadora do Maranhão e candidata do PFL ao Planalto, Roseana Sarney, no caso da apreensão de documentos da Lunus, firma dela em sociedade com o marido Jorge Murad.O presidente do PFL reafirmou sua posição em defesa da CPMF, com o mesmo argumento de que os parlamentares que votaram a favor no primeiro turno devem fazê-lo agora no segundo turno.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.