Sarney abre convocação extraordinária

Numa sessão que durou apenas três minutos, o presidente do Congresso, senador José Sarney (PMDB-AP), instalou os trabalhos do período de convocação extraordinária do Legislativo, no mês de julho. Aberta a sessão, o secretário da Mesa do Congresso, deputado Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), leu a mensagem de convocação, encaminhada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e Sarney encerrou a sessão, anunciando que haverá sessões na Câmara e no Senado, a partir de hoje à tarde. Não houve discursos. Cerca de 60 parlamentares estavam no plenário da Câmara, onde a sessão foi realizada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.