São Paulo tem manifestações pacíficas pela manhã

As manifestações na capital paulista nesta manhã foram pacíficas e sem ocorrências registradas pela Polícia Militar de São Paulo. Havia dois pontos de concentração de protestos. O primeiro, na Praça da Sé, reúne cerca de 500 pessoas. Na Avenida Paulista, são 350 manifestantes que, segundo a CET, ocupando duas faixas no sentido Consolação, junto à Praça Oswaldo Cruz. Os números foram divulgados pela PM, que informou ainda que os dois protestos fazem parte do Grito dos Excluídos.

BEATRIZ BULLA, Agência Estado

07 de setembro de 2013 | 12h09

Tradicionalmente participam do movimento igrejas, pastorais, movimentos sociais e populares e centrais sindicais. Este ano, o 19º Grito dos Excluídos tem como tema a juventude, com o intuito de chamar a atenção para os problemas encarados principalmente por jovens de periferia. Em São Paulo, o ato começou às 8h na Catedral da Sé.

Para a tarde são esperados novos protestos em São Paulo, convocados pelo grupo Anonymous Brasil via internet. A concentração está marcada para o vão livre do Masp, às 14h. Há movimentações também na internet que sugerem ação de Black Blocs, que usam a violência como estratégia política, no período da tarde em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.