São Paulo economiza R$ 1 bi com compras do Governo Eletrônico

O Estado de São Paulo conseguiu economizar no final de 2004 R$ 1 bilhão nas compras do Governo Eletrônico, que compreende os sistemas da Bolsa Eletrônica de Compras (BEC) e o Pregão Presencial. As informações são do portal do governo paulista na internet. Segundo o governador Geraldo Alckmin (PSDB), este meio de negociação possibilita compras de serviços e equipamentos por preços mais baratos e respeita o dinheiro dos impostos pagos pela população do Estado."Com as compras realizadas por meio da BEC e pelo Pregão é possível obter uma economia importante, que permite utilizar esse dinheiro em investimentos em áreas prioritárias como Educação, Saúde e Infra-estrutura", disse o governador Geraldo Alckmin (PSDB), no programa "A Palavra do Governador", veiculado no portal.O objetivo da BEC é a negociação do preço dos bens adquiridos pelo setor público, por meio de procedimentos eletrônicos, com a garantia, por parte do Governo, do pagamento aos fornecedores na data de seu vencimento ajustada no contrato.O Pregão Presencial busca a redução de custos e uma maior agilidade no processo licitatório. Por este mecanismo, os representantes das empresas interessadas ficam presentes à sessão pública e formulam lance verbalmente, na presença dos demais concorrentes. Segundo especialistas, essa nova modalidade pode contribuir para diminuir em até 25% os custos de compra dos materiais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.