"Santo peca sim", diz presidente do STF

Sem citar o caso de corrupção envolvendo o ex-subsecretário de assuntos parlamentares da presidência, Waldomiro Diniz, ou o governo federal, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Maurício Corrêa, comentou na noite deste sexta-feira, em Goiânia, as denúncias sobre a doação de dinheiro do jogo do bicho para campanhas eleitorais do PT.Ao ser indagado sobre como combater a corrupção no Poder Judiciário, Maurício Corrêa afirmou: "Corrupção não existe só no Judiciário. Corrupção existe em todos os Poderes. Vejam o que está acontecendo aí. A gente pensa que o santo não peca. Mas o santo peca sim senhor."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.