Sampaio anuncia que tem as assinaturas para abrir CPI

O deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP)anunciou hoje que já conseguiu as assinaturas necessárias para abrir a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre o uso de cartões corporativos: 172 assinaturas na Câmara (o mínimo é 171) e 35 no Senado (são necessárias 27). Nenhum líder da base aliada assinou o pedido de CPI, o que irritou o líder do governo no Senado, Romero Jucá(PMDB-RR). Segundo Jucá, a orientação do Planalto era para que todos assinassem o requerimento. "A conversa é que a base do governo ia assinar", afirmou, ao defender que o comando da CPI seja dividido entre governo e oposição.O deputado Carlos Sampaio levantou a hipótese de que talvez "houve um jogo armado" entre o líder do governo na Câmara, Henrique Fontana, e o do Senado, Jucá, para que a CPI não saia do papel. "Se fizeram um acordo para me induzir ao erro, eu é que saio de bobo nesta história", disse. Os líderes do PSDB e DEM na Câmara e Senado se reúnem amanhã pela manhã para decidir quais os próximos passos em relação ao requerimento da CPI.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.