Samir Achôa morre aos 74 anos em São Paulo

Ex-deputado e ex-vereador lutava contra um câncer no pulmão; sepultamento será no cemitério Getsemâni

Bia Rodrigues, do estadão.com.br,

03 de julho de 2008 | 05h05

O ex-deputado Federal Constituinte e ex-presidente da Câmara Municipal de São Paulo, Samir Achôa (PMDB/SP), faleceu no início da madrugada desta quinta-feira, 3, em São Paulo, aos 74 anos. O advogado e radialista estava internado no Hospital Sírio Libanês desde a semana passada e lutava contra um câncer no pulmão há oito anos.   O velório será realizado no Hospital Albert Einstein e o sepultamento acontecerá no cemitério Getsêmani às 16 horas desta quinta feira.   Samir Achôa nasceu em 6 de setembro de 1933 e era advogado e radialista. Exerceu três mandatos na Câmara dos deputados federais: 1979-1983, 1983-1987 e 1987-1991, participando inclusive da Assembléia Constituinte, onde sua atuação foi importante para  retirada de um artigo da Constituiçao que acabava com a terceirização no país.   No início de 1998, Achôa entrou com pedido de afastamento do prefeito Celso Pitta por falta de pagamento de precatório, referente a uma dívida com a Silcon Engenharia Ltda vencida no final de 1997. Atualmente ele mantinha o programa "Falando Francamente" na Rádio Trianon e ainda advogava.

Tudo o que sabemos sobre:
Samir Achôafalecimento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.