Salário mínimo depende de orientação de Lula, diz Marinho

O ministro do Trabalho, Luiz Marinho, afirmou nesta terça-feira que o rumo da nova rodada de negociação entre o governo e as centrais sindicais sobre o novo valor do salário mínimo "ainda depende de uma orientação do presidente Lula" que será dada ao longo desta tarde. "Por isso, não posso antecipar nada agora, mas espero que possamos encaminhar bem a negociação hoje à noite", comentou Marinho.Está marcada para às 20h desta terça-feira mais uma reunião entre representantes das centrais e o ministro Luiz Marinho e o ministro da Previdência Social, Nelson Machado, para tentar chegar a um acordo sobre o novo valor. O projeto orçamentário de 2007 prevê um valor de R$ 375 enquanto as centrais reivindicam R$ 420. Por causa da revisão para baixo do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), no entanto, a área econômica tem defendido um valor de R$ 367.Segundo Marinho, a intenção é fechar logo um acordo para que o relator da proposta no Congresso, senador Waldir Raupp, possa apresentar o novo valor em seu relatório final que o Congresso pretende votar ainda esta semana. "Queremos liberar logo o relator, apesar de ter ouvido hoje que não se descarta no Congresso a possibilidade de adiar para a semana que vem a votação do orçamento", comentou Marinho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.