Saito: caças devem voar em até 4 anos após contrato

O comandante da Aeronáutica, tenente-brigadeiro Juniti Saito, disse nesta quarta-feira, 18, que os primeiros caças suecos Gripen que serão desenvolvidos pela Saab em parceria com a Embraer, de São José dos Campos, no Vale do Paraíba (SP), devem estar voando em até 48 meses após a assinatura do contrato.

EDUARDO RODRIGUES E TÂNIA MONTEIRO, Agência Estado

18 Dezembro 2013 | 18h40

O governo anunciou nesta quarta-feira a compra de 36 aviões desse modelo, mas estipulou um prazo entre dez e 12 meses para assinatura do contrato. "No primeiro lote de entrega, podem chegar seis aviões e, a partir daí, será rápido, com até 12 aeronaves por ano", completou. Até lá, destacou, continuarão operando aparelhos modernizados que estão em uso pela Força Aérea Brasileira (FAB).

Mais conteúdo sobre:
Amorim caças Saito

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.