Saída do PMDB e PPS cria novo cenário nacional, diz Alckmin

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse hoje que a saída do PMDB e do PPS da base governista cria "um novo cenário" na política nacional e, por isso, o PSDB deve "amadurecer conversas" com esses partidos. "Sempre temos dialogado com o governo, por questões do interesse do País, e também com a oposição, principalmente no Senado, com um trabalho conjunto do PSDB, PFL e PDT. Abre-se agora um cenário novo e essa conversa vai amadurecendo", afirmou. Alckmin participou de cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, na qual anunciou medidas de incentivo tributário para a atração de investimentos, de modernização e construção de novas fábricas no Estado. O governador paulista não quis aprofundar a análise sobre a saída do PPS e do PMDB da base governista, tratando a questão como "assuntos internos" do partido. Para ele, entretanto, o PPS já vinha adotando uma postura de independência ao governo, em nível nacional. "Aqui em São Paulo, o PPS tem sido um importante parceiro do governo do Estado. Tem nos ajudado, também esteve com o PSDB na campanha municipal da Capital (chapa vitoriosa de José Serra) e tem bons quadros aqui em São Paulo, sendo um partido importante", elogiou Alckmin, sem manifestar, por outro lado, comentários sobre o processo desenvolvido pelo PMDB, a outra legenda a proclamar-se independente do governo Lula.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.