Saída de Lupi não atrapalha relação com PDT, diz petista

O líder do governo na Câmara, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), afirmou hoje que a saída de Carlos Lupi do Ministério do Trabalho não atrapalha ou traz desgastes na relação do Executivo com o PDT. "A relação com o PDT é excelente. Não mudou nada", destacou. "Uma coisa é a demissão de um ministro. Outra é o desgaste do governo", disse Vaccarezza.

EDNA SIMÃO, Agência Estado

05 de dezembro de 2011 | 18h49

Sobre o fato de o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, ter recebido cerca de R$ 2 milhões em prestação de serviços de consultoria entre 2009 e 2010 (conforme publicado em reportagem do jornal O Globo), Vaccarezza disse que não vê problemas. Na avaliação dele, Pimentel era "uma pessoa comum" e que, portanto, não havia problema em exercer esse trabalho. "Não acredito que a oposição vá fazer algo. Isso foge à razoabilidade", comentou.

Segundo o líder do governo, esses assuntos não foram tratados na reunião de coordenação política realizada hoje. Vaccarezza informou que o encontro abordou a situação internacional e a votação da Desvinculação das Receitas da União (DRU) no Senado.

Tudo o que sabemos sobre:
LupidemissãoPTPDT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.