Saiba o que muda na sua caderneta de poupança

Regras passam a valer para novas aplicações feitas a partir desta sexta-feira, dia 4 de maio.

BBC Brasil, BBC

04 de maio de 2012 | 14h57

Com a alteração nas regras de remuneração da poupança, anunciada pelo governo na última quinta-feira, muitos brasileiros ficaram em dúvida se vale a pena manter o dinheiro aplicado na caderneta.

A BBC Brasil entrevistou especialistas para saber o que muda com a nova base de cálculo.

Como fica a remuneração da poupança a partir de agora?

Desde 1861, quando foi criada pelo imperador Dom Pedro 2º, a poupança possui uma rentabilidade mínima mensal de 0,5% (ou algo em torno de 6,17% ao ano), fixada por lei.

Em 1991, durante o governo Collor, a caderneta também passou a remunerar os investidores pela Taxa Referencial (TR). Pelas novas regras da poupança, sempre que a Selic for igual ou inferior a 8,5% ao ano, o poupador será remunerado pela TR acrescida de 70% da Selic (e não mais pela rentabilidade fixa mínima de 0,5% ao mês).

Assim, se a Selic cair para 8% ao ano, por exemplo, o rendimento será igual a TR mais 5,6% ao ano. Caso a Selic permaneça acima de 8,5%, a rentabilidade será definida pelas regras antigas, ou seja, nada muda.

Tenho uma aplicação anterior à mudança das regras. Como fica na minha caderneta?

Nada muda para as aplicações feitas antes da promulgação da medida, publicada em edição extraordinária no Diário Oficial da União desta sexta-feira, 4 de maio. Dessa maneira, qualquer depósito realizado antes dessa data continuará sendo remunerado de acordo com as regras antigas (TR + 0,5% ao mês).

A poupança continua valendo a pena como investimento?

Disso dependerá um exercício de cálculo do poupador, caso os juros venham a cair novamente, como é vontade do governo.

Hoje, a poupança, ainda que seja uma aplicação mais conservadora, rende mais do que alguns fundos de investimento, motivo pelo qual se decidiu mudar as regras do jogo.

Em grande parte, essa atratividade se deve ao fato de que a caderneta possui uma rentabilidade mínima fixa e não é tributada pelo imposto de renda. Além disso, não é cobrada qualquer taxa de administração sobre o investimento, como ocorre nos bancos. Dependendo da aplicação, essas taxas podem variar de 0,5% a 4% ao ano. Portanto, na hipótese de a Selic igualar-se ou cair para baixo de 8,5%, caberá ao poupador fazer o comparativo para saber com qual aplicação terá maior rentabilidade.

Tenho 10 mil reais e desejo aplicar na poupança. Qual será minha rentabilidade daqui a um ano?

Caso a Selic permaneça no atual patamar de 9% ao ano, valem as regras antigas: o poupador ganhará aproximadamente R$ 617 no aniversário de um ano da aplicação (o valor poderá variar conforme a TR, que, no acumulado deste ano, está em 0,2%, segundo dados do Banco Central). Na hipótese de a Selic chegar a 8%, por exemplo, a remuneração oscilaria em torno de R$ 560. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.