Sai acordo e sem-terra vão desocupar terreno da Veracel

Saiu um acordo entre a liderança do Movimento dos Sem-Terra (MST) e os representantes do governo baiano para a desocupação dos 25 hectares de uma fazenda da fábrica de celulose da Veracel, em Porto Seguro. Depois de três horas de negociações, na sede da Secretaria da Agricultura, entre o representante do MST, Valmir Assunção, o secretário da Agricultura da Bahia, Pedro Barbosa, e o superintendente regional do Incra, Marcelino Galo, ficou decidido que os sem-terra vão deixar a área. O Incra se comprometeu a instalar em Itamaraju, uma das maiores cidades da região, um escritório avançado para acelerar o assentamento de famílias de sem-terra em 5 mil hectares distribuídos em 6 propriedades. Assunção saiu satisfeito da reunião, pois, segundo ele, o MST teve um ganho de divulgação da luta pela reforma agrária.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.