Sacoleiros fazem protesto na fronteira com Paraguai

Sacoleiros que tiveram mercadorias apreendidas na fronteira do Brasil com o Paraguai colocaram fogos nos produtos e ameaçaram incendiar a alfândega. De acordo com a Globo News, a confusão começou por causa da demora para a liberação de 23 ônibus que foram apreendidos ontem durante uma operação da Receita Federal na fronteira do Brasil com o Paraguai, em Foz do Iguaçu, que reuniu 250 agentes e policiais.Os passageiros tiveram as mercadorias apreendidas e protestaram contra o trabalho dos fiscais. Um grupo de sacoleiros, que aguardava a liberação para ir embora, iniciou o tumulto. Não demorou para que eles retirassem as mercadorias dos ônibus e colocassem fogo.A Receita Federal teve que chamar reforços para acalmar os manifestantes, mas a fiscalização não foi interrompida. Todos os produtos que excederam a cota de US$ 150 foram colocados em um caminhão. Os sacoleiros ameaçaram atear fogo na alfândega e os fiscais tiveram que liberar os ônibus.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.