Russomanno promete criar órgãos de combate à corrupção em SP

Russomanno promete criar órgãos de combate à corrupção em SP

Candidato propõe instalar ouvidorias e corregedorias na máquina pública para ter 'governo transparente'

Ricardo Chapola, de O Estado de S. Paulo

15 de agosto de 2012 | 19h15

O candidato do PRB à Prefeitura de São Paulo, Celso Russomanno, prometeu nesta quarta-feira, 15, criar órgãos para combater a corrupção na capital. Ele propôs um sistema baseado em ouvidorias e corregedorias instaladas na máquina pública.

"Nós vamos criar ouvidorias que serão monitoradas pelo gabinete do prefeito. E vamos atuar firmemente com corregedorias dentro do município. Queremos um governo transparente", declarou o ex-deputado, em caminhada com lideranças no bairro de Vila Nova Cachoeirinha, zona norte.

Além dele, o adversário petista Fernando Haddad também já propôs combater a corrupção em São Paulo a partir de órgãos públicos: a Controladoria-Geral do Município (CGM), aos moldes da CGU, do governo federal.

No corpo a corpo, pela segunda vez nas últimas duas semanas, Russomanno foi a uma Unidade Básica de Saúde (UBS), a pedido de um eleitor insatisfeito com o atendimento.

O candidato entra no equipamento da Prefeitura para averiguar o problema, acompanhado pela militância e pela imprensa. Nas duas vezes, criticou a ausência de médicos na unidade e também a desinformatização do setor.

Nesta quarta, a eleitora reclamou que não era atendida no posto de saúde por não morar no bairro.

Segundo Russomanno, o atendimento é negado porque "a Secretaria de Saúde descumpre a lei".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.