Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Russomanno lidera disputa pela Prefeitura, mostra Datafolha

Deputado apareceu no levantamento com 34% das intenções de voto, seguido pela senadora Marta Suplicy, com 13%; José Luiz Datena, com 13% e Fernando Haddad, com 12%

O Estado de S. Paulo

03 Novembro 2015 | 08h38

Levantamento realizado pelo Instituto Datafolha e publicado nesta terça-feira, 3, mostra que o deputado federal, Celso Russomanno (PRB), lidera a disputa pela Prefeitura de São Paulo com folga. O parlamentar aparece com 34% das intenções de voto em dois cenários simulados na pesquisa.

Atrás de Russomanno, três nomes figuram em empate técnico: a senadora, Marta Suplicy (PMDB), com 13%; o apresentador de TV José Luiz Datena (PP), com 13% ou 12% - a depender do cenário - e o prefeito Fernando Haddad (PT), com 12%.

A pesquisa indica que o deputado federal, Marco Feliciano (PSC), ocupa a quinta posição ao lado de um candidato tucano. Quando é o empresário João Dória Jr. (PSDB), o parlamentar marca 4% e o tucano, 3%. Se o candidato do PSDB fosse o vereador Andrea Matarazzo, Feliciano, que também é pastor, alcançaria 5%, contra 4% atingidos pelo vereador paulistano.

O Instituto Datafolha entrevistou 1092 eleitores entre os dias 28 e 29 de outubro. A margem de erro do levantamento é de três pontos porcentuais, para mais ou para menos.

Russomanno já disputou a Prefeitura de São Paulo em 2012, quando liderou grande parte da disputa, mas terminou o primeiro turno em terceiro colocado depois de virar alvo principal de seus adversários. No ano passado, Russomanno foi reeleito deputado federal com a maior votação do País - cerca de 1,5 milhão de votos. Na pesquisa, o deputado lidera entre homens e mulheres, em todos os grupos etários, em todas as regiões da cidade e em todas das faixas de escolaridade.

O parlamentar não lidera apenas na faixa mais rica do eleitorado - com renda acima de dez salários mínimos. Nesse grupo (cerca de 11% da amostra), Haddad aparece em primeiro, com 23%, seguido por Russomanno, com 16% e Matarazzo, com 15%. Ainda dentro do segmento, Marta tem sua pior pontuação. No cenário com Doria Jr, a pesquisa aponta Marta com 4% e o tucano com 5%. Na simulação com Feliciano, a senadora figura com 3% e o pastor, 5%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.