Russomanno assina compromisso de rever projeto da Nova Luz

Proposta da Prefeitura prevê venda de 45 quarteirões na região de Santa Ifigênia para a iniciativa privada

Ricardo Chapola, de O Estado de S. Paulo

24 de agosto de 2012 | 17h05

O candidato do PRB à Prefeitura de São Paulo, Celso Russomanno, assinou nesta sexta-feira, 24, o compromisso de rever o projeto da Nova Luz. O texto prevê a venda de 45 quarteirões na região de Santa Ifigênia para a iniciativa privada e a desapropriação de moradores e comerciantes. Se eleito, disse que vai discutir uma nova proposta, "boa para ambas as partes".

Russomanno apontou que o projeto da Prefeitura não dá garantias aos vendedores que trabalham no centro." Isso não existe. Do jeito que está sou contra. Queremos renovação do centro, mas queremos projeto que atenda os moradores e comerciantes", disse durante um protesto realizado pelos comerciantes de Santa Ifigência.

"Meu projeto é discutir com eles e vamos achar um termo que seja bom para todos os lados. Como sempre digo, para ambas as partes. Não só para o poder público".

Para o candidato, moradores e comerciantes da Luz têm direito garantido.

Russomanno discursou no palanque para os cerca de 300 manifestantes, segundo a Polícia Militar, que fecharam duas ruas da Santa Ifigência.

Aplaudido, o ex-deputado criticou a gestão Kassab por tentar impor o projeto Nova Luz "de cima para baixo" e insinuou que a administração está "rasgando a Constituição".

"Os comerciantes e os moradores daqui tem direito preservado na nossa Constituição. E absolutamente ninguém do governo Celso Russomanno vai rasgar a Constituição deste País", disparou do palaque.

Ele também enalteceu a região. Disse que todos os produtos de sua produtora foram comprados na Santa Ifigênia, local que, como afirmou, "defende o consumidor".

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.